VENCIDA POR UMA XÍCARA DE CAFÉ

Eu sou apaixonada por café e não fico sem tomar algumas xícaras todos os dias. O aroma, o sabor e aquela sensação ao degustar um café são maravilhosos. O meu tem que ser puro e sem açúcar. Hoje em dia há vários tipos de café para todos os gostos e bolsos. Falando em bolso, você já parou para pensar quanto gasta por ano com cafezinhos?

Sinceramente, eu me sinto assaltada ao pedir um café no balcão. O mínimo que se paga por um café expresso é R$ 2,50 por 40 ml de café. Dessa forma, o litro sairia por R$ 62,50, sendo que, para fazer 1 litro, consome-se 175g. O problema é que 500g do café está entre R$ 7,00 e R$ 27,00. Nessa faixa estão os fortes, extrafortes, a vácuo, entre outros. Não estou falando dos cafés gourmet — aí é outra história, e já não seria assalto, seria arrastão.

Em uma viagem a Portugal, percebi quanto uma xícara de café expresso é cara no Brasil. Por exemplo, fui com mais quatro pessoas a um café na cidade de Braga. Todos pediram café ou café com leite, foram 4 pães, um lanche e um doce. A conta: 7,00 € , por volta de R$ 15,00 (cotação do euro na época). No Brasil, tomando como média o valor de R$ 2,50, só o café expresso para quatro pessoas sairia a R$ 10,00. Percebeu?

 

É claro que ao pararmos para tomar uma xícara de café há todo um momento envolvendo a ação, o que a torna muito atrativa. E eu, a chata da história. Afinal, quem quer saber quanto gasta por ano com cafezinhos? Provavelmente eu e mais umas duas pessoas ao redor do mundo. Mas a questão é intrigante e até montei uma tabela para mostrar que minha teoria faz sentido, ela está no final do texto. Mas calma, não me abandone, preciso desabafar...

O problema é que minha amiga tem um café e vira e mexe eu estou lá para visitá-la, bater um papo e, claro, tomar uma xícara de café. Portanto, eu elaborei uma técnica para resistir a esse vilão do meu orçamento.

Ao entrar no café, o aroma me domina, minha boca está aflita por receber essa deliciosa iguaria. Então, começo a pensar nas contas que tenho de pagar, no seguro saúde, no IPTU, seguro do carro, seguro da casa, conta do cartão de crédito... Nesse momento, já estou imunizada, meus pensamentos me protegem. Porém, ao me dar conta, minha amiga está com um sorriso enorme e uma xícara de café quentinho em sua mão: “Seu café, acabei de tirar”. Pronto, tudo foi por água abaixo. Vencida por uma xícara de café!

Afinal, alguém sabe como resistir a esse delicioso prazer? Se souber, por favor, envie e-mail, torpedo, sinal de fumaça, fax, carta ou facebook-me.

A verdade é que vivemos em um país onde os salários são de terceiro mundo e o custo de vida de primeiro mundo. Resolvi colocar no papel, e a matemática do café me deixou perplexa.

[1]Preços do café curto – 40ml

Angola - Luanda

Kz 200

Austrália Melbourne

*$ 4.50

Brasil - São Paulo

R$ 2,50

USA - Flórida

$ 0.70

[2]Conversão

** R$ 2,50

R$ 5,62

*180 a 200ml                     ** 280 a 300ml (Washington DC)

No Brasil, mesmo com a moeda mais fraca do que a dos Estados Unidos e Europa, na conversão para o real, o café é mais caro do que nesses países. Somente Luanda/Angola conseguiu ultrapassar o Brasil. Em uma pesquisa realizada pela empresa[3]Mercer, em 2012,  Luanda/Angola aparece em 2º lugar no ranking das cidades com o custo de vida mais altos do mundo, em 191º no quesito qualidade de vida e 201º em infraestrutura. Impressionante! Não é à toa que seu café consegue ser mais caro que no Brasil. Já o Brasil aparece em 12º/São Paulo e 13º/Rio de Janeiro como as cidades com o custo de vida mais altos do mundo. E o nosso salário...

E tem mais: o preço do café – 500g - pode variar entre R$ 7,00 (moído) e R$ 27,00 (grão) (média pesquisada na rede[4]Pão de Açúcar, um dos supermercados que praticam os preços mais altos do segmento).

Café Torrado e Moído CABOCLO Pacote 500g: R$ 6,52     Café Torrado e Moído PILÃO Pacote 500g: R$ 7,69     
Café Torrado e Moído BRAVO Pacote 500g: R$ 12,29    
Café em Grãos Torrado ASTRO Pacote 500g: R$ 26,10

Portanto, vamos voltar à matemática do café, se:


        7g = 40 ml = 1 café curto = R$ 2,50          
        500g = 2857 ml = 71 cafés curtos = R$ 177,50
        500g = R$ 17,00 (média entre R$ 7,00 e R$ 27,00)
        Lucro = R$ 177,50
        Gasto com o pó/grão de café = R$ 17,00

 

O lucro é superior a 600% e, para piorar um pouco, usei uma média de custo alta. Os proprietários de café compram a um preço bem mais barato. Assim, o lucro é ainda maior. Claro que temos de descontar os gastos com energia, água, manutenção da máquina de café expresso, impostos, entre outras coisas. Mas, mesmo assim, um cafezinho no Brasil vale ouro!

Será que agora você consegue entender meu ponto de vista? Por que aceitamos pagar tão caro?

Eu me declaro culpada!

Afinal, alimento os preços abusivos do café ao consumi-lo. Mas como resistir? Volto ao questionamento: você já parou para pensar quanto gasta anualmente com cafezinhos? Muitos podem dizer: "Mas qual a graça de ganhar e não poder gastar?". Concordo. A questão é outra: será que não estamos sendo explorados? Será que não dava para praticar preços mais baixos? Estamos falando de um café curto, simples.

Para finalizar, sinto lhe informar, mas o Brasil é o maior produtor de café do mundo. Do mundo, exato, você leu certo! Então, os preços deveriam ser mais baixos, certo? Errado, pois não é o que se pratica.

Apesar de me sentir a chata dessa história, continuo a acreditar que a discussão vale a pena. Já estou pesquisando uma máquina de café expresso, talvez seja uma saída. Mas até lá...

E aí, vai um cafezinho? 

[1] Preços levantados junto a moradores desses países

[2] http://www.oanda.com/lang/pt/currency/converter/ (site usado para conversão de moeda, pesquisado em 15/07/2013)

[3] http://www.mercer.com/press-releases/asiapac-cities-rank-high-on-2012-QOL
http://www.mercer.com/articles/cost-of-living-2012

[4] http://www.paodeacucar.com.br/busca/cafe (levantamento de preços do café em 15/07/2013)

[5]História do Café

Ao pesquisar na internet sobre a história do café, encontrei dados contraditórios. Alguns defendem que não há como identificar a data correta da descoberta e consumo do café e que a história sobre o pastor e suas cabras — estas as primeiras a experimentarem a iguaria — não existe. Como a maioria citou a mesma data, resolvi apostar que essa informação seja a correta.

Portanto, segundo minhas pesquisas, a história do café começou há 12 séculos. Originário das terras altas da Etiópia (possivelmente com culturas no Sudão e Quênia), conquistou o mundo através do Egito e da Europa. Apesar de muitos acreditarem, a palavra “café” não é originária de Kaffa — local de origem da planta —, e sim da palavra árabe qahwa, que significa “vinho”, devido à importância que a planta passou a ter para o mundo árabe.

Porém, alguns árabes consideravam suas propriedades contrárias às leis do profeta Maomé. No entanto, segundo os escritores da época, logo o café venceu essas resistências e até os doutores maometanos aderiram à bebida para favorecer a digestão, alegrar o espírito e afastar o sono.

Em 1727, por meio dos franceses, o café foi introduzido na América do Sul. Na década de 1770, chegou ao Rio de Janeiro, local com condições favoráveis e que lhe proporcionou uma incrível adaptação do cultivo.

No final do século XIX, no Oeste Paulista, produzia-se o melhor e a maior quantidade de café para exportação do Brasil, nas plantações de terra roxa (nome derivado de rossa — vermelha, em italiano), ideal para o cultivo da planta.

Atualmente, o Brasil é considerado o maior produtor de café do mundo!

[5] Leia mais sobre a história do café nos links abaixo:
http://www.brasilescola.com/historia/o-cafe-no-brasil-suas-origens.htm
http://www.cafearanas.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=29&Itemid=14
http://www.infoescola.com/curiosidades/historia-do-cafe/
 

Nota: Agradeço a todos os meus amigos que ajudaram a pesquisar os preços: Ana, Craig, Ernesto, Fernanda e Robert. Aos meus amigos, donos de um café: Cássia e Edson, por passarem informações de preços e medidas.

Copyright © 2015 - Todos os Direitos Reservados à Marcela Re Ribeiro - Reprodução Proibida

Indonésia - Bali

Rp 4750

Itália - Roma

€ 0.80

Portugal - Braga

€ 0.60

R$ 4,65

R$ 9,19

R$ 2,50

R$ 1,57

R$ 1,065

R$ 2,35

R$ 1,76

LIVROS DA AUTORA

​SIGA-ME

  • Facebook Classic
  • Instagram ícone social
  • LinkedIn ícone social
  • Twitter Classic
  • c-youtube

© 2018 Todos os Direitos Reservados à Marcela Re Ribeiro